FANDOM


Center
Deuses são os personagens jogáveis em Smite. Eles são Deuses, Semideuses, Imortais e Criaturas mitológicas da mitologia antiga. Atualmente existem 71 deuses no jogo.

Os Deuses são classificados por seus panteões: Chinês, Egípcio, Grego, Hindu, Maia, Nórdico e Romano. Estão organizados por cinco classes diferentes: Caçador, Guardião, Mago, Guerreiro e Assassino. Também são separados pelo tipo de poder que eles possuem: Mágico ou Físico.

Caçadores, Guerreiros e Assassinos utilizam Poder, Roubo de Vida e Penetração Física enquanto Guardiões e Magos utilizam Poder, Roubo de Vida e Penetração Mágica. Ambas as Habilidades e Ataques básicos causam danos Físico ou Mágico. Os Deuses são impedidos de adquirirem Itens que oferecem o oposto do tipo do poder que o Deus possui, ou seja, Deuses de dano mágico não podem comprar Itens de Poder, Roubo de Vida e Penetração Física e vice-versa.

Cada jogador começa com cinco deuses gratuitos permanentes, um de cada classe: Guan Yu (Guerreiro), Neith (Caçador), Ymir (Guardião), (Mago) e Thor (Assassino). Além desses cincos, o jogador pode jogar com outros cincos deuses, que ficam liberados numa espécie de Rotação de Deuses, que muda a cada semana.

Para desbloquear outros deuses, você precisa de Favor. A maioria dos deuses custam 5.500 Favor, mas existem alguns Desuses que custam bem menos. O último deus lançado sempre custa o dobro da quantidade regular (11.000). Após um período de mais de duas semanas ou até um outro deus ser lançado, é que o seu preço em Favor diminui. Você também pode desbloquear deuses com Gemas, todos custam 200 Gemas, independentemente do seu custo em Favor ou data de lançamento.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória